8 de outubro de 2014

Meu bem luar
































Eu
Não sei
Ainda o quanto
Preciso da sua presença,
Embora, a distância de você
Faça-me buscar no labirinto do luar,
Forças inimagináveis para desmitificar sua ausência permitida
Através de incontáveis sucessos do destino em afastar
Meus pés da incansável busca pelos seus passos ritmados,
Que mais parecem uma dança misteriosa de cigana sem lógica
E me envolvem em um círculo mítico sem fim,
Que mais se assemelha ao fim do mundo
Pois não consigo decifrar sua coreografia mágica,
Nem acompanhar a barra do vestido
Laranja assim como o crepúsculo
De todos os dias,
Que continuam lá,
Lembrando-me de
Você.


Nenhum comentário:

Postar um comentário